Armas Digitais x Alma Digital: construindo relacionamentos na nova era

Não é de hoje que o mundo digital é realidade. E mesmo ainda não tendo explorado todo seu potencial, a digitalização nos proporciona benefícios que não conseguimos mais viver sem.

Já imaginou um mundo sem o Google no bolso para sanar todas as dúvidas do dia a dia em um piscar de olhos? Ou sobreviver a longas distâncias sem a comunicação eficiente da internet?

São com estes questionamentos que começamos a postagem, que vai relembrar o tema da última palestra do ME B2B Summit 2019, apresentada por Walter Longo: Armas Digitais x Alma Digital: construindo relacionamentos na nova era.

Está preparado? Então, confira!

 

Tecnologia enraizada na sociedade

Como pudemos ver acima, a tecnologia já faz parte de nosso dia a dia. Já está tão inerente na sociedade que, se algum dia vivermos ela, nem lembraremos como era antigamente.

Mas a importância de fazer uso das ferramentas digitais vai muito além das questões práticas. No mundo dos negócios, sua implementação tem a ver, principalmente, com estratégia, produtividade, otimização de tempo e redução de custos.

Os benefícios que os negócios e a comunicação adquiriram, por meio da digitalização, são imensuráveis, mas por que não enxergar além?

 

A revolução digital não está completa

Hoje em dia, as empresas já dispõem de diversas armas digitais. Blogs, redes sociais, SEO, Google, ferramentas de gestão, soluções que automatizam o setor de compras das empresas etc. Dispomos de diversas armas digitais que podem nos ajudar a enfrentar desafios corriqueiros do dia a dia, dentro e fora do escritório. Entretanto, não adianta ter inúmeras ferramentas, se os conceitos antigos continuam presentes na cultura das empresas e, principalmente, nas pessoas.

A transformação digital só está completa quando ocorre uma mudança interna, uma transformação comportamental e cultural dentro das organizações e profissionais. Entender o momento, se adaptar ao novo mercado e à nova vida, estar aberto para aprender e desfrutar destas ferramentas é o que faz a revolução ser completa. Isso que chamamos de alma digital.

Para Walter longo:

“Alma digital é ir muito além de incorporar armas digitais ao produto ou serviço. Alma digital é estabelecer o zeitgeist (espírito do tempo) na concepção, operação, nos processos, na gestão e na relação com o mercado.”

 

Idade Média x Idade Mídia

Os avanços tecnológicos fizeram com que as pessoas mudassem seus comportamentos. E isso acabou gerando um movimento na sociedade, tirando ela da Idade Média, onde as pessoas precisavam se adaptar ao mundo, e migrando para a idade mídia, com pessoas mais individualistas e com maior poder de escolha.

Antes, as pessoas não podiam escolher o filme que gostariam de assistir, mas apenas esperavam as emissoras anunciarem e se adaptavam aos horários para poder se divertir. Hoje, as pessoas conseguem escolher o filme que querem, na hora que desejam ver. É notável a diferença e não precisamos nem citar muitos exemplos. Com estes avanços, nós não giramos mais em torno da média do mundo, mas sim o mundo precisa se adaptar à rotina, gostos e vontades da humanidade.

As empresas estão personalizando e se adaptando aos consumidores. As organizações estão cuidando melhor de seus colaboradores e oferecendo benefícios diferentes, de acordo com cada perfil.

O que está sendo valorizado, não é o a profissão em si, mas as qualidades e skills que o profissional pode oferecer ao mercado. Pois, se ele não se sentir acolhido em determinado lugar, buscará um ambiente onde se encaixe melhor e tenha seu potencial valorizado.

 

E aí, como você vê estas mudanças ocasionadas pela digitalização na sociedade?

Conte para a gente nos comentários!

Aproveite e assine a nossa newsletter para ficar por dentro de tudo o que acontece no mercado B2B!

Até a próxima! 😊