Indústria com trabalho automatizado
Muito se fala sobre o futuro e a automação no trabalho. Livros, filmes e séries de ficção científica sempre tentam prever como será o mundo daqui a alguns anos. Clássicos do cinema, como Blade Runner e De Volta para o Futuro, são exemplos que o imaginário humano vai além neste assunto e pode tanto prever um mundo otimista quanto um cenário de destruição. Mas e as previsões para o âmbito profissional?  Como a tecnologia, de fato, irá impactar as profissões e o processo de trabalho?

A evolução da força de trabalho

As habilidades importantes no trabalho mudaram nos últimos 50 anos: de físicas e manuais para emocionais e cognitivas. Para reconhecer este fato, basta olhar para trás e ver que nossos ancestrais desempenhavam funções mais repetitivas e pesadas, como bordar, construir, consertar etc. Hoje em dia, com a consolidação da tecnologia, grande parte dos profissionais passa o dia em frente ao computador, analisando métricas e relatórios, acompanhando dashboards e ainda desenvolvendo estratégias de crescimento e produtividade. O que se percebe é que trabalho e processos manuais estão ficando cada vez mais escassos, à medida que a tecnologia avança exponencialmente. Tanto é que, no futuro, acredita-se que 50% das atividades atuais serão automatizadas.

As profissões que conhecemos serão extintas?

Vários especialistas do assunto afirmam que as profissões que conhecemos não serão extintas em curto prazo. Porém, grandes mudanças começaram a despontar no cenário mundial. Inclusive, algumas profissões já estão com os dias contados. Os cargos operacionais diminuirão drasticamente, enquanto os gerenciais crescerão consideravelmente.

O profissional do futuro e suas habilidades

automação-no-trabalho-profissional-do-futuro
No futuro, o perfil do profissional de sucesso será bem diferente. Uma junção de habilidades soft, hard e meta.

Soft

As habilidades de natureza humana (criatividade, pensamento crítico, inteligência social e comunicação)

Hard

Habilidades de conhecimento e cunho técnico (metodologias agile, analytics de big data, desenvolvimento de softwares etc)

Meta

Habilidades que envolvem mentalidade de crescimento, resiliência e capacidade de lidar com mudanças e incertezas. Segundo uma pesquisa feita pelo LinkedIn, as dez habilidades profissionais mais requisitadas nos currículos são:
Criatividade Manejo de dados na nuvem
Persuasão Inteligência artificial
Colaboração Raciocínio analítico
Adaptabilidade Manejo de pessoas
Manejo do tempo User Experience Design
Além disso, será fundamental investir em diversidade intelectual, cultural e etária, a fim de criar times executivos versáteis e acima da média.

A forma de liderar também mudará

Líder inspirado junto com seu time
Já que estamos reforçando a importância das habilidades humanas, não podemos esquecer de falar sobre liderança. Afinal, não é de hoje que os líderes assumem um papel importante na construção do ambiente corporativo. Pessoas inflexíveis, metódicas, autoritárias e sem pré-disposição à troca de conhecimento estão com os dias contados. A liderança do futuro recrutará aqueles que estão abertos a ensinar e aprender, bem como saber lidar com o fator humano. Hoje em dia, os colaboradores procuram lugares agradáveis para trabalhar, uma vez que entendem que passam mais tempo na empresa do que em casa. De todas as mudanças no mercado de trabalho, a palavra que fica em destaque é resiliência. Para completar a ideia, fechamos com uma frase inspiradora de Darwin: “não é o mais forte que sobrevive, nem mesmo o mais inteligente, mas aquele que melhor se adapta à mudança”. Se você quer ver mais notícias como esta, assine nossa Newsletter e não perca nenhuma postagem. 😉