Em meio a um mundo onde tudo é 4.0, fica inviável um profissional se manter estacionado nos métodos antigos de gestão, atuando com processos engessados e sem o auxílio da tecnologia para impulsionar os negócios.

É verdade que a transformação digital em uma empresa precisa acontecer de maneira top-down. Por isso, é necessário que os líderes entendam a necessidade dessa digitalização para se manterem competitivos no mercado. Após adquirirem esta consciência, é preciso trabalhar o modelo botton-up para que todos os colaboradores entendam a importância também.

Mudar o mindset é sempre complicado, mas fique tranquilo. Nessa postagem, abordaremos o que é preciso para se tornar um líder 4.0. Confira!

 

Líder 4.0: como chegar lá?

A expressão líder 4.0 ou liderança 4.0 ainda é pouco difundida entre as empresas. Como falado anteriormente, a quarta revolução industrial trouxe inúmeras atualizações no mercado de trabalho e, com isso, os profissionais também precisam se atualizar e sair de suas respectivas zonas de conforto. Buscar conhecimento e entender as novas tecnologias é um diferencial e, a propósito, é o primeiro passo para se tornar um líder do futuro.

Além disso, o líder 4.0 precisa de múltiplas habilidades e competências, que vão muito além de questões técnicas, para trazer sinergia entre os principais pilares da empresa: pessoas, processos e tecnologias.

Ele também precisa estar atento às novidades e saber orientar seus colaboradores, estimulando a criatividade, o trabalho em equipe e saber extrair o melhor de cada um.

 

Os impactos da transformação digital na relação entre líderes e colaboradores

A digitalização traz impactos positivos e negativos dentro das relações das empresas. Entretanto, a maneira como o líder enxerga as mudanças pode fazer toda a diferença no futuro da organização.

Caso ele compreenda a importância de vivenciar estas transformações e aceitar as inovações de forma aberta, promovendo atividades para contagiar o time, estimulando e desafiando com novas atividades, a experiência e aceitação deste novo mindset é facilitada.

Caso o líder entenda a transformação digital como uma ameaça, ele acaba boicotando as ideias e iniciativas de digitalização, atitude que acaba contaminando negativamente sua equipe.

Muitas pessoas não se veem preparadas para lidar com essas mudanças, principalmente por acharem que a tecnologia vai suprir a necessidade humana, o que não é verdade. A tecnologia está presente para ajudar, para automatizar alguns processos demorados e fazer com que o profissional tenha tempo para atividades menos operacionais e mais estratégicas.

Ou seja, as inovações chegam para transformar bons profissionais em cases de sucesso.

 

O foco do líder 4.0: tecnologias x pessoas

Embora em passos bem mais lentos que os dos países desenvolvidos, as tecnologias e a indústria 4.0 também já são realidade no Brasil. A revolução que realmente precisa acontecer agora para o país atingir outro patamar é a mudança no mindset dos profissionais. E é aí que entra o foco do líder 4.0.  Ele deve preparar seus colaboradores, a fim de fazê-los aceitar os novos processos suportados pelas tecnologias. Instruí-los da maneira correta, estimulando o desenvolvimento para extrair o melhor para colaborar com o avanço da empresa.

Nada adianta ter acesso às tecnologias, se elas não são utilizadas da maneira correta pelos colaboradores. A verdade é que as pessoas movimentam as empresas e, sim, precisam estar aptas a utilizá-las para aprimorar a rotina de trabalho.

E você? Está preparado para se tornar um líder 4.0? Quais as ações que você tem feito junto à equipe para impulsionar a digitalização dentro de sua empresa?

Conte aqui nos comentários! 😊

Assine nossa newsletter para ficar por dentro de tudo o que acontece dentro do mercado B2B!