tecnologia 4.0 está mudando o setor de compras

O artigo de Alexandre Moreno, diretor de serviços do Mercado Eletrônico foi publicado pelo portal de informações, notícias, novidades e tendências Transformação Digital. O texto fala sobre o novo conceito de Compras 4.0, no qual tecnologias consideradas 4.0 são as grandes responsáveis por abrir caminho para novas oportunidades para as empresas.

Big data, analytics, machine learning, business intelligence e cloud computing. Conforme explica Moreno, esses termos não estão em voga à toa. O uso dessas ferramentas tem levado inovação para produtos e serviços, possibilitado novos modelos de negócio, digitalizado processos e solucionado antigos problemas.

Porém, as empresas ainda apresentam certa relutância para a adoção dessas ferramentas. É o que mostra o estudo da Confederação Nacional da Indústria (CNI):“Oportunidades para Indústria 4.0: aspectos da demanda e oferta no Brasil”,  que cruzou dados de produtividade, exportação e taxa de inovação de diversos setores industriais brasileiros e os comparou com o desempenho das 30 maiores economias do mundo, que juntas representam 86% do PIB mundial.

A pesquisa mostrou que 14 dos 24 setores da indústria brasileira precisam adotar – com urgência – estratégias de digitalização dos processos para se tornarem internacionalmente competitivos. Ainda segundo o estudo, esse esforço em direção ao avanço tecnológico impacta diretamente na produtividade dos negócios.

Para Moreno, enquanto as indústrias tentam evoluir nesse sentido, aumenta o número de empresas que prometem oferecer determinadas tecnologias para facilitar processos e entregar resultados otimizados. O machine learning, por exemplo, é uma tecnologia criada em 1950, mas que agora ganhou fama não apenas por reduzir o tempo necessário para criar prognósticos precisos e confiáveis, mas porque dizer que se tem domínio sobre tal tecnologia se tornou recorrente.

Apesar do impacto significativo na capacidade de planejamento das organizações e de seus recursos, Moreno afirma que essa meta é difícil de ser alcançada pois a velocidade e o grau de evolução dependem da adaptação da empresa e de cada setor nela existente – como no varejo, onde as evoluções costumam acontecer mais rapidamente.

Para saber mais sobre Compras 4.0 e como a transformação digital tem mudado as empresas, leia o artigo: Compras 4.0: tecnologias que revolucionam o setor de aquisições.