tecnologia na área de compras

Supervisor de compras BPO do Mercado Eletrônico traça um panorama sobre as compras corporativas e explica a evolução da área

O departamento de compras das empresas tem passado por diversas mudanças nos últimos anos, o que trouxe novos desafios para a área e uma visão mais estratégica para os compradores. Quem conta isso é Herbert Scheiner, 31 anos, supervisor de compras BPO (Business Process Outsourcing) do Mercado Eletrônico.

Com experiência nos processos internos que não estão ligados ao core business de seus clientes, Scheiner, apesar da pouca idade, conta que assistiu às transformações da área e ao crescimento de sua importância no universo corporativo.

Hoje, preço não é a única questão levada em conta pelas empresas. Também entram em cena temas como compliance, maior performance para a equipe e análises detalhadas, tanto de gastos quanto de riscos. “Esses assuntos passaram a fazer parte da agenda de todos os profissionais de compras”, destacou.

Formado em Logística, Scheiner ingressou na profissão como requisitante. Aos poucos, fez carreira no setor. Há quatro anos no Mercado Eletrônico, dois deles como supervisor, ele comentou sobre a importância de saber negociar com fornecedores e tomar decisões certeiras na escolha de produtos e parceiros de negócio. “Essas demandas exigem rapidez e planejamento”.

Segundo ele, para atender às demandas atuais com agilidade, qualidade nas entregas e redução de custos, garantindo governança para a organização, é preciso contar com uma ajuda a mais: a da tecnologia. “Ela nos auxilia a agregar valor para os clientes que atendo e para o próprio Mercado Eletrônico”.

Descubra na entrevista abaixo as vantagens da tecnologia para as compras B2B:

Por que escolheu a área de compras?
Comecei como requisitante e cuidava de planejamento de materiais. Vendo o potencial da área busquei uma nova oportunidade do segmento e me tornei Auxiliar de compras. Isso foi há 9 anos. Acabei progredindo e gostando cada vez mais da área. Eu trabalhava com licitação pública quando surgiu a oportunidade de trabalhar no ME, que foi, e ainda é, uma ótima escola para mim.

Como é o seu dia a dia, suas principais responsabilidades e desafios?
Por estar em uma área de BPO, tenho que atender meus clientes todos ao mesmo tempo. Acredito que o meu maior desafio é atender aos clientes e todas as suas necessidades, trazendo qualidade no serviço e resultados sem abrir mão do compliance.

Qual é o papel da tecnologia no seu trabalho?
O BPO é uma área de compras que tem que trazer valor para os clientes e ao mesmo tempo agregar valor para a própria empresa em que se trabalha. E a tecnologia é o nosso braço para isso acontecer. Sem a tecnologia, não é possível garantir a qualidade, a agilidade e o compliance nos processos. Sem ela, não há saída, e os processos podem sofrer com falhas.

Quais desafios a área de compras enfrenta?
A área de compras era um departamento esquecido das empresas. Isso mudou. Hoje a área é tão importante que já faz parte do board das empresas. Tanto é que agora já existem cursos específicos para atuar em compras, o que antes não existia. É necessário formar os profissionais para os desafios do dia a dia. O mercado fornecedor também é um desafio, e precisa evoluir pois muitas vezes falta comprometimento com os acordos fechados.  Uma boa condução dos processos de aquisição e de homologação de fornecedores minimiza esse tipo de problema.

Como as compras estão ligadas aos riscos que uma empresa pode ter?
Acredito que diretamente. Uma compra mal feita ou com o fornecedor errado gera impacto direto nos resultados da empresa. Quanto mais estratégica é a compra maior é o risco para empresa. Veja alguns exemplos: Um erro na compra de materiais diretos pode levar a um impacto na produção com valor muito maior do que o valor da compra realizada. Uma compra estratégica feita com o fornecedor não homologado, pode desabastecer a empresa. Devido a essa complexidade da área de compras, muitas empresas estão buscando melhorar cada vez mais a governança, gestão de riscos e compliance. As empresas implantam metodologias para identificar possíveis perdas e riscos em processos de compra, com isso é possível analisar e buscar melhorias e ferramentas de mercado para auxiliar nesse monitoramento.

O que é fundamental para uma equipe de compras ter resultados?
Comparando o que eu vivi no passado com o que eu vivo hoje, vejo que as áreas de compras precisam de controle e a plataforma de compras lhe entrega o controle necessário. Outro ponto importante é que essas áreas são organismos vivos, em constante transformação, então o treinamento é fundamental para a evolução da área. Uma equipe engajada é outro ponto forte já que atualmente considero mais difícil conseguir manter os jovens engajados, porque eles querem tudo muito rápido, para “ontem”. De qualquer forma, a equipe deve estar sempre disposta a perseguir as metas estipuladas nos SLAs definidos com o cliente.

Quais são as principais características de um bom profissional de compras?
O profissional de compras precisa saber se comunicar, ser bom negociador, ter uma forte inteligência emocional, iniciativa, ética, pró-atividade e atitude. De características corporativas, esses não podem mais ser somente operacionais, devem ser pessoas antenadas, fazer benchmarking de mercado, ter capacidade de resolução de problemas, liderança, gestão de processos e riscos, além de trabalharem com metodologias que tragam segurança para a instituição, usando processos de homologação de fornecedores e ferramentas tecnológicas para gerar segurança e qualidade na compra.

Como você enxerga o futuro da profissão?
O comprador estratégico será muito mais valorizado. Já os compradores de categorias indiretas terão de se adaptar mais às tecnologias, pois o futuro da área está ligado ao fato das compras serem feitas via contratos, que passarão a ser informatizados. Até os compradores de categorias não estratégicas terão que ter uma visão mais estratégica sobre o negócio.

Como as compras podem se tornar mais estratégicas?
Acho que dividindo as coisas. As compras de baixa complexidade farão uso de tecnologias para tornar as compras mais simples, agregando demanda, valor aos fornecedores e facilitando o processo de solicitação com catálogos eletrônicos. As compras estratégicas serão conduzidas com mais foco e por consequência trarão maior resultado para a empresa.

 Como você consegue ajudar os clientes a comprar melhor?
Por viver essa realidade diariamente, sei que o que ajuda muito uma área de compras hoje é uma solução de e-procurement. Esse tipo de ferramenta facilita, e muito, a vida de um comprador por trazer uma série de benefícios como compliance, ajuda na tomada de decisões, mais produtividade para a equipe e dinamismo na resposta do fornecedor. Isso apenas para citar alguns benefícios. Além disso, uma ferramenta de e-procurement é responsável por boa parte da qualidade de uma compra.

Quais são as vantagens de automatizar as compras da empresa?
Com a busca por melhorias constantes nos processos, as empresas entenderam que a automatização das compras pode garantir rastreabilidade e velocidade para as áreas. Isso já é uma realidade com portais B2B onde a rastreabilidade é garantida sistemicamente e a velocidade é obtida pelos fortes controles disponibilizados pela plataforma.

Descubra aqui o novo papel da tecnologia para o mundo dos negócios.