Inteligência artificial nas soluções de compras do Mercado Eletronico

No Mercado Eletrônico, pioneiro em ferramentas tecnológicas e líder na América Latina em comércio eletrônico, a inteligência artificial é usada para explorar recursos e dar às empresas mais agilidade e autonomia em seus processos, colaboração em seu relacionamento com clientes e fornecedores, economia, com a redução de custos e geração de savings, e governança, com o rastreamento e auditabilidade de todas as ações.

Considerada a tecnologia mais importante da nossa geração, a inteligência artificial (IA) é a grande responsável pela transformação de todas as esferas da vida atual. O investimento em tecnologia cognitiva está expandindo o potencial humano, melhorando a sociedade e ajudando as empresas a chegarem cada vez mais longe.

estudo da McKinsey calcula que o aprendizado de máquina reduzirá os erros de previsão da cadeia de suprimentos em 50% e reduzirá as vendas perdidas em 65%, melhorando a disponibilidade do produto. Cadeias de suprimentos são a força vital da maior parte dos negócios. A previsão é que a aprendizagem de máquina reduza os custos relacionados com transporte e armazenagem, além da administração da cadeia de fornecimento em 5% a 10% e 25% a 40%, respectivamente. Devido ao aprendizado de máquina, é possível reduzir o estoque global de 20 a 50%.

Mais do que isso, a aposta do ME em inteligência artificial é uma forma de abrir novas possibilidades para máquinas e seres humanos trabalharem juntos e vencer desafios antes intransponíveis. Cada vez mais madura, a AI está transformando também a forma como enxergamos o trabalho. “Nós que somos da área de compras e supply chain temos uma grande responsabilidade em trazer inovação que propicie produtividade, economia, agilidade e colaboração”, disse Luiz Gastão Bolonhez, vice-presidente comercial do Mercado Eletrônico, há 14 anos na empresa e há 30 trabalhando com tecnologia.

Na esfera dos negócios, essa inteligência consegue capturar dados para produzir análises mais assertivas, identificar oportunidades e gerar benefícios para todos os envolvidos. E a previsão do Gartner de que 85% das interações de consumidores serão geridas pela inteligência artificial até 2020 apenas reforça essa ideia.

Big data, analytics, machine learning, business intelligence e cloud computing, inteligências artificiais que criaram um novo leque de oportunidades para as empresas, inaugurando a era das Compras 4.0. Para André Kerbauy, diretor de consultoria SaaS do Mercado Eletrônico, um dos maiores feitos da inteligência artificial aplicada à área de compras é processar um número muito maior de dados em um tempo muito menor, o que permitiu atualizar procedimentos tradicionais das empresas.

Leia a matéria e  descubra quais processos estão mudando por conta da inteligência artificial, quais os benefícios para as compras estratégicas e como dar o primeiro passo para situar sua empresa no futuro dos negócios. “Em breve as empresas perceberão que a base da competição está mudando. A partir de agora, as empresas aptas a competir entre elas serão aquelas com mais poder de absorver e organizar seus dados”, aconselhou Kerbauy.